União Seguradora - 55+ (51) 3061-9606

notícias

13 ago Gestão da arrecadação tributária na Receita Municipal de Porto Alegre é destaque em evento na capital
13 ago As novas gerações têm os pés no chão!
13 ago Previdência privada é uma excelente opção para garantir melhor qualidade de vida no futuro
13 ago É preciso construir o hábito de poupar para a aposentadoria
8 ago GDPR provoca revolução na proteção de dados
8 ago O que Saber Antes de Contratar um Seguro de Vida?
8 ago Porto Alegre: Criação da Previdência Complementar é aprovada pelo plenário
8 ago Pais contribuem R$ 231 por mês em previdência para crianças e adolescentes
6 ago Procura por previdência privada em Minas tem alta de 11%
6 ago Herança: quem tem direito de ficar com o valor da previdência privada?
6 ago A grande mudança para um seguro mais honesto e mais justo
6 ago Previsões econômicas e instabilidade política preocupam setor de seguros
30 jul Brasileiros ainda têm o hábito de guardar dinheiro em casa
30 jul Quatro medidas para sua empresa se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados
30 jul Seguradora Líder e o compromisso com a transparência
30 jul Seguros funeral, viagem e prestamista se destacam
26 jul Estabilidade e complemento de renda na aposentadoria
26 jul Líder mundial no setor de seguros escolhe Namirial como o novo padrão para Digital Transaction Management.
26 jul Seguradoras apostam em ações com o auxílio do WhatsApp
26 jul A Transformação Digital e os Seguros
23 jul Consulta ao INSS, agora, só com hora marcada ou via internet
23 jul Em 18 anos, poupança para os filhos pode passar dos R$ 185 mil
23 jul Investimento na previdência privada cresce 144% nos últimos 6 anos
23 jul Conheça as funções do planejador financeiro no Brasil
20 jul Sincor-Rs e Sulamérica promovem encontro em Porto Alegre
20 jul As principais seguradoras se lançam para subscrever riscos no espaço cripto
20 jul A APOSENTADORIA VAI GARANTIR O MESMO PADRÃO DE VIDA QUE TENHO HOJE?
20 jul Em vez de aplicar, 25% dos poupadores guardam dinheiro na própria casa
18 jul Você é o Melhor Amigo do Seu Dinheiro?
18 jul 3 tecnologias que estão revolucionando os seguros de vida
18 jul Previdência Privada Vale a Pena?
18 jul Seguro DPVAT: integração com sistema dos Correios reduzirá em 9 dias a regulação de sinistros
16 jul Segmento dos planos de previdência de associações deve dobrar em 2019
16 jul Previdência: o empresário e a aposentadoria pelo INSS
16 jul Presidente da SOMPO apresenta perspectivas para o futuro do mercado de seguros durante Brasesul 2018
16 jul Princípios do seguro e temas polêmicos no STJ em debate da ANSP
13 jul União Seguradora está no VI SEMAAT
13 jul Especialista explica porque os brasileiros não têm o hábito de poupar dinheiro
13 jul Novas regras nos seguros vão ser positivas para os consumidores
13 jul Seguro Prestamista teve crescimento de 25,1% nos cinco primeiros meses de 2018
11 jul Análise do Seguro do Brasil no Mundo
11 jul Seguros de pessoas crescem acima da média do mercado
11 jul Presidente da FenaPrevi participa do 5º Encontro do CSP-MG
11 jul Marco regulatório e melhor mercado imobiliário dão fôlego à capitalização
9 jul No Passo, São José-RS dá o troco no Linense e conquista acesso à Série C do Brasileirão 2019
9 jul Seguros e planos de saúde têm opções para as pequenas empresas
9 jul Seguradoras devem requalificar os colaboradores para aproveitar as oportunidades de crescimento provenientes da Inteligência Artificial
9 jul Inflação pelo IPC-S reduz alta na primeira semana de julho, divulga FGV
6 jul GFT adquire V-NEO, empresa canadense de Consultoria de TI para o segmento de seguros e Guidewire
6 jul Prêmios de seguro globais aumentaram 1,5% para cerca de US$ 5 trilhões em 2017
6 jul Susep indeferiu 20% dos processos de recadastramento
6 jul Almoço do SindSeg discute cenário do seguro no Rio Grande do Sul
3 jul Seguradora Líder apresenta propostas de aperfeiçoamento do Seguro DPVAT à SUSEP
3 jul Tenho 27 anos. Onde investir para ter uma vida financeira saudável?
3 jul Luiz Osório: Susep desagrada gregos e troianos
3 jul IPP sobe 2,33% em maio ante alta de 1,58% em abril, revela IBGE
29 jun Setor de seguros no Brasil já usa blockchain para diferentes aplicações
29 jun SUSEP: CNSP Aprova Novas Regras Para RCTR-C E Para Limites de Tábuas De Risco em Seguros de Pessoas e Previdência Complementar Aberta
29 jun Seguradora Líder lança cartilha ?Seguro DPVAT ? Legislação e Jurisprudência?
01/02/2018

Seguradoras despontam como o setor mais propenso a mudar o relacionamento com os fornecedores neste ano


Fonte: Revista Cobertura
Levantamento foi realizado pela consultoria global Protiviti junto ao The Shared Assessmentsmudança
Realizada com 539 executivos do mundo todo, a pesquisa anual da consultoria global Protiviti junto ao The Shared Assessments sobre Gestão de Riscos de Fornecedores, mostra que 53% das empresas entrevistadas devem deixar ou mudar as relações com alguns fornecedores devido aos elevados níveis de riscos.

Companhias de seguro, incluindo planos de saúde, aparecem como as empresas que provavelmente irão realizar movimentos de redução de riscos, tendo preocupações com os seus custos e com a falta de expertise interna para avaliar os controles sobre fornecedores. O estudo, em seu quarto ano, mostra que 71% das empresas do setor securitário devem mudar suas relações com fornecedores de alto risco nos próximos 12 meses.

Observando o cenário brasileiro, com a promulgação da Lei da Terceirização, será cada vez mais comum a contratação de fornecedores para prestação de serviços e estes fornecedores, por sua vez, também contratarão seus terceiros para cumprir os contratos. Conseguir mapear os riscos envolvidos nestas relações e estabelecer controles será um diferencial para que as empresas possam buscar eficiência em seus negócios sem os impactos de eventuais riscos materializados.

O conselheiro sênior do The Santa Fe Group (Shared Assessments Program), Gary Roboff, diz que apesar de alguma evolução geral da gestão de risco de fornecedores, o estudo mostrou que, com algumas exceções, o avanço foi incremental desde a primeira interação do estudo em 2014. “O passo mais importante que uma empresa pode dar para melhorar a performance da gestão de risco de fornecedores é realizar avaliações periódicas e independentes da efetividade do programa. Fazer benchmarks de formar regular é extremamente importante frente aos desafios associados ao ambiente de rápidas mudanças nos riscos externos e no ambiente regulatório”, completa Roboff.

A mesma evolução pode ser observada no Brasil. Antes, a gestão de riscos de fornecedores no País ficava limitada ao processo de contratação de fornecedores e era focada na homologação financeira e de aspectos administrativos, tais como certidões negativas, regularidade nos órgãos competentes, dentre outras demandas.

“Hoje também são avaliados aspectos ligados à imagem e à reputação de terceiros não somente na contratação, bem como ao longo de todo o contrato. Também há uma evolução de programas de auditoria de fornecedores para avaliar in loco se os parceiros cumprem pontos definidos nos contratos e na legislação”, explica Thiago Guimarães, líder da área de Business Performance Improvement (BPI) na operação brasileira da Protiviti.

Como citado por Gary Roboff, é importante que as empresas façam benchmarks de forma regular para entender quais riscos o mercado entende como críticos, mapear quais de seus fornecedores e contratos estão expostos a ameaças e poder atualizar o programa de gestão de riscos de fornecedores da empresa para torna-lo mais efetivo e evitar a exposição de seus negócios.
logotipo zepol