União Seguradora - 55+ (51) 3061-9606

notícias

4 dez Um Futuro seguro precisa de planejamento
4 dez Prazo para placas do Mercosul no RS será 17 de dezembro
4 dez Inovação surge para tirar profissionais da zona de conforto
4 dez Câmara cria comissão para analisar novo seguro obrigatório
5 nov TR não deve ser aplicada na correção de benefício complementar, decide Segunda Seção
5 nov Combate ao mercado marginal une entidades estaduais e federais
5 nov Seguro pode ser alavanca para infraestrutura no novo governo
5 nov Seguradoras pressionadas com nova abordagem das normas IFRS
31 out Entre os poupadores, 20% pensam na aposentadoria
31 out Controle do dinheiro permite realizar sonhos futuros
31 out Estudo reforça a importância do corretor na venda de seguros
31 out Corretor de Seguros: o principal responsável pelo avanço do mercado segurador
26 out Setor de seguros deve aprender a lidar com a diversidade
26 out ?A longevidade é uma das grandes conquistas da humanidade. É hora de revermos nossos conceitos?
26 out Brasileiros contratam mais seguros para proteção pessoal
26 out Exemplo de Mediação para o Mercado Segurador
24 out Vale a pena investir na previdência privada para o meu filho?
24 out Dia Mundial da Estatística: saiba mais sobre os números do Seguro DPVAT
24 out Aquisições e fusões vão se intensificar no setor de seguros
24 out Cuidado! Você pode perder o seu Simples Nacional em 2019!
22 out Troféu JRS 2018
19 out Em 10 anos, Rio Grande do Sul terá mais idosos do que crianças
19 out Governo deve agir para que empresas tornem acessos IoT mais seguros, diz NEC
19 out A Palavra de Ordem é Inovação
19 out Seguradoras que transformam seus negócios e modelos operacionais podem obter US$ 375 bilhões em novas receitas, afirma estudo da Accenture
16 out Plenário pode votar projeto com novas regras para serviços de seguros
16 out Corretor de seguros não é um intermediário de negócios*
16 out Como escolher uma boa Previdência Privada?
16 out Cada vez mais cedo, brasileiros depositam confiança em previdência privada
11 out Dia da Criança
11 out Dia do Securitário
10 out Planejamento Financeiro e Previdência Privada
10 out Cresce número de consumidores que poupam acima de R$ 50 para os filhos, diz Boa Vista SCPC
10 out Ibovespa cai mais de 2%; investidor repercute declarações de Bolsonaro
10 out Dicas de Planejamento Pessoal
8 out Investidores devem ser conservadores com dinheiro nos próximos 180 dias
8 out Barreira cultural é principal desafio para assinatura eletrônica no Brasil
8 out Seguradoras adotam o uso de tecnologia 'vestível' para criar descontos
8 out Os melhores planos de previdência privada, segundo a Proteste
3 out Seguro de vida empresarial também é vantagem para o executivo
3 out Setor privado prepara projeto de reforma da Previdência para presidente eleito
3 out Congresso destaca oportunidades de negócios e função social dos corretores de vida e previdência privada
3 out CNSeg enviou documento aos presidenciáveis às vésperas das eleições
28 set Seguro de vida em grupo é disseminado, mas pode ser melhor apresentado
28 set Plano VGBL é porta de entrada na previdência
28 set Como negociar ao contratar um plano de previdência?
28 set Assistência digital de Seguradora chega ao Google Assistente e oferece vários serviços exclusivos
24 set Dívida Pública Federal sobe 0,98% em agosto para R$ 3,785 tri, diz Tesouro
24 set Economia de partilha. ?Vamos largar esta ideia de que temos de ser donos de tudo o que usamos? /premium
24 set XP lança robô para recomendar investimentos
24 set Competição em taxas é acirrada nos bancos
17 set União Seguradora comemora 105 anos no Acampamento Farroupilha
17 set Previdência: um dia você vai precisar dela
17 set Mercado segurador cresce apesar da instabilidade política
17 set Primeira turma do Programa Recomeço, desenvolvido pela Seguradora Líder, conclui qualificação
14 set União Seguradora comemora 105 anos.
12 set Seguro DPVAT: de janeiro a julho, Seguradora Líder identificou mais de 6,7 mil pedidos indevidos
12 set Confira os estados onde há vencimento do Seguro DPVAT no mês de setembro
12 set Resseguradores se reúnem em Mônaco; Swiss Re divulga estudo
12 set Projeto de Lei atribui novas responsabilidades à autorreguladora do mercado
10 set 'Pé de meia': confira o melhor investimento para cada fase da vida
10 set Processos Ágeis transformam modelo de negócios no setor de seguros
10 set 5 diferenciais para o corretor de seguros dos dias de hoje
10 set Transformação digital impõe desafios para lideranças do setor de tecnologia das seguradoras
4 set Reforma política coloca o benefício da previdência em pauta
4 set Segundo estudo, apenas 19% dos Brasileiros tem seguro de vida. Especialista dá dicas e ensina corretores de todo Brasil a escalarem seus negócios
4 set Poupança ainda é o investimento preferido do brasileiro
4 set Como o envelhecimento mudou nos últimos 20 anos
4 set Rombo da Previdência é de R$ 35 milhões e o déficit mensal do Paço atinge R$ 20 mi?
29 ago Transformação digital nos seguros: o suco de laranja e a redescoberta do risco
29 ago Mitos e Verdades da Previdência
29 ago Seguro ambiental obrigatório aprovado pela nova lei será um diferencial estratégico para as empresas
29 ago Apenas 18% dos brasileiros pouparam em junho, diz indicador da CNDL
24 ago Confira os investimentos que podem ajudar você a ter uma aposentadoria tranquila
24 ago Por que o brasileiro não pensa em aposentadoria; e como investir para chegar lá
24 ago Projeto permite que corretores de seguros atuem em licitações públicas
24 ago 5 sinais de que o mercado de ICO voltará a crescer
08/08/2018

GDPR provoca revolução na proteção de dados


Novas regras reforçam a importância da transparência no manuseio de informações particulares pelas empresas
Desde a implementação do Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) pela União Europeia, em maio, vários países discutem como se adaptar à regulamentação, que determina novas regras sobre a coleta, uso, processamento e armazenamento de dados particulares de pessoas que moram ou estejam em território europeu. Com a sofisticação dos ataques cibernéticos, a proteção das informações tornou-se tão urgente quanto imprescindível para oferecer mais transparência e credibilidade às interações.

O GDPR define uma lista de princípios para garantir uma melhor governança dos dados. No entanto, muitas companhias em todo o mundo ainda não estão devidamente preparadas para a mudança. De acordo com o Gartner, no final de 2018, mais de 50% das empresas afetadas pelo novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) não estarão ainda em cumprimento total com as novas regras impostas pela União Europeia. Isso significa que, além das multas pesadas – que podem chegar a 20 milhões de euros ou 4% do faturamento anual, ou seja, o que for maior -, muitas empresas podem estar colocando em risco sua reputação, afinal que cliente deseja que suas informações fiquem vulneráveis?

Além do impacto junto ao consumidor final, muitos investidores também estarão atentos àquelas corporações que utilizam devidamente as regras de compliance, para que não corram o risco de colocar dinheiro em instituições que desprezam a legislação. Mesmo que a empresa não esteja na União Europeia, mas de certa forma tenha relacionamento com clientes deste continente, é fundamental se preparar para seguir as determinações do GDPR. Além de garantir a atuação em conformidade com a lei, esta transparência poderá se tornar num diferencial competitivo, que pode fazer toda a diferença num cenário em que a privacidade tornou-se um valor inquestionável.

Para o Gartner, definir um “data controller”, que possa ser o ponto de contato do consumidor com o a autoridade de proteção de dados (DPA), bem como um Data Protection Officer (DPO) para monitorar o processamento de informações de forma regular e sistemática, pode ser um bom caminho para se ajustar às regras. Tão importante quanto esta ação é demonstrar uma postura segura em todas as decisões de processamento de dados pessoais, implementando mecanismos para proteção dos mesmos, além de garantir as atualizações necessárias – consentimento do cliente para que a empresa utilize as informações ou faça a exclusão delas.

Pelo que temos acompanhado, as empresas na América Latina estão se movimentando para adotar iniciativas que acompanhem o modelo europeu de proteção de dados pessoais. No Brasil, por exemplo, a presidência da República deve sancionar em breve o projeto de lei PLC 53/2018 – Projeto de Lei para Proteção de Dados Pessoais -, que segue muitas diretrizes do GDPR e prevê, ainda, a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) para reportar casos de vazamento de dados pessoais e aplicar penalidades em empresas que tiverem os dados violados.
É importante notar que a definição atribuída aos dados pessoais no GDPR abrange qualquer informação que possa identificar – direta ou indiretamente – uma pessoa: nome, foto, endereço de e-mail, dados bancários, endereço IP, entre outros. Além de proteger os dados, as empresas devem ser capazes de fornecer uma cópia dos dados pessoais, gratuitamente, se houver uma solicitação.
A notificação de violação de dados pessoais é obrigatória em até 72 horas após a primeira tomada de conhecimento da violação. Organizações devem informar à autoridade supervisora, bem como aos clientes afetados, cuja segurança dos dados pessoais pode ter sido comprometida.

Para atender às regras, muitas empresas de contact center estão investindo em soluções de conformidade específicas para o setor, capazes de visualizar dados, em tempo real, e obter insights focados em privacidade, tomar ações sobre políticas e conectar silos entre sistemas de dados para gerenciar interações e políticas, de maneira eficiente.
O Compliance Center da Nice, por exemplo, oferece um aplicativo “Compliance Assurance”, que exibe painéis para avaliar a adesão da organização às melhores práticas de controle de dados para captura e retenção. A solução utiliza criptografia de ponta a ponta, protegendo as informações durante todos os estágios de seu ciclo de vida: captura, uso, transmissão e armazenamento.
Com tantas soluções inovadoras no mercado, quem ainda não se mobilizou deve agir rápido para se adaptar ao GDPR e às demais normais de proteção de dados. Quem não participar desse movimento, que prioriza a transparência a integridade das informações, corre o risco de perder credibilidade e reputação junto ao consumidor.

Fonte: Revista apólice
logotipo zepol