União Seguradora - 55+ (51) 3061-9606

notícias

25 mai Judicialização excessiva prejudica todo o mercado
25 mai Nova diretoria da Susep vai fiscalizar corretores e autorreguladora
18 mai Projeto de lei para alterar a relação entre clientes, seguradoras e corretores
18 mai Previdência complementar requer atenção aos tributos
28 abr Confiança do setor de seguros sobe 12,8% em abril com cenário político
13 abr Susep muda norma para transferência de carteiras
7 abr Aportes à previdência aberta sobem 24,3% em janeiro, diz FenaPrevi
7 abr Investidores aplicam mais em previdência privada aberta
7 abr Índice de Confiança do Setor de Seguros cresce 10,2% em março
29 mar Cerimônia de outorga da Medalha Cidade de Porto Alegre
28 mar Milton Machado recebe medalha Cidade de Porto Alegre
28 mar Segurada da União recebe prêmio de capitalização
2 mar Setor de seguros reduz faturamento, mas deve crescer 9% Em 2016
2 mar Lideranças do mercado de seguros debatem, em evento na Bahia, futuro do setor à luz dos cenários econômico e político do país
29 fev Susep edita normas para seguradoras, resseguradoras e previdência complementar
11 fev Segurada da União recebe prêmio de capitalização
10 fev Na crise, cresce o desafio de planejar a aposentadoria
8 jan Grupo Aspecir participa de homenagem ao Batalhão de Suez
6 jan Seis fatores para o sucesso da precificação de seguros
6 jan Principais súmulas e decisões de 2015 estão em relatório do Sacha Calmon
6 jan Juros do cartão de crédito chegam a 415,3%
30 dez Confiança do setor de seguros cai 20% em 2015
30 dez Susep aprova acordo entre AXA e SulAmérica no segmento de grandes riscos
30 dez Equilíbrio para grandes desafios
30 dez Expectativa é de mudança de rumos em 2016, diz vice-presidente da Anbima
18 dez Setor de seguros deve desacelerar no Brasil em 2016, prevê CNseg
16 dez Seguro DPVAT está entre principais fontes de custeio do SUS
16 dez CNSP Aprova Seis Resoluções Propostas Pela Susep
16 dez Mercado Segurador devolve para a sociedade R$ 300 milhões por dia
24 nov 56ª Edição do Festival Hípico Noturno
24 nov Mercado de seguro brasileiro vai resistir à recessão, diz Axa
24 nov VGBL sustenta o faturamento do setor de seguros
19 nov A Voz daTradição 083 - União Seguradora
12 nov JULIO MACHADO REPRESENTANTE DO MERCADO GAÚCHO NA CHAPA ÚNICA DA FENAPREVI
28 out Seguro é a saída para fundos de pensão enfrentarem risco de longevidade
28 out Como se preparar financeiramente para grandes eventos
14 out Para onde caminha o mercado de seguros
6 out Aspecir Previdência firma convênio com a FUSEPERGS
5 out Tradição e raízes são lembradas no 13° Troféu JRS
21 set Com crise, financeiras inovam e emprestam dinheiro pela internet
15 set 9 proteções de seguros pouco óbvias que você tem de conhecer
15 set Seguros sobre riscos digitais vão triplicar a US$7,5 bi até 2020, atraindo concorrentes, diz estudo
15 set Com os juros do cartão em alta, saiba como escolher o crédito mais adequado ao seu bolso
15 set Grupo Aspecir na Semana Farroupilha
11 set Apesar da crise, vendas de seguros seguem disparando
11 set Câmara aprova aumento de impostos para seguradoras
11 set Retirada urgência de projeto que cria a Banrisul Corretora de Seguros
11 set Contratação de Seguro para Eventos pode ser obrigatória
24 ago Os próximos vinte anos
21 ago Plenário aprova prazo máximo de 30 dias para seguradoras pagarem indenização
14 ago Grupo Aspecir assina contrato com Prefeitura de Viamão
12 ago União assina contrato com o MTG
11 ago Susep aprova projeto que torna carteira do Corretor obrigatória
28 jul Avança projeto que torna obrigatória carteira do corretor
28 jul Aumento da Selic é um mal necessário, diz economista
23 jul 5 opções de empréstimo que costumam ter juros mais baixos
17 jul Aspecir Previdência comemora 78 anos
14 jul Limite de empréstimo consignado sobe de 30% para 35%
7 jul Índice de Confiança do Setor de Seguros fecha o semestre em queda
15 jun Poupar cedo garante faculdade dos filhos
9 jun UNIÃO SEGURADORA/GRUPO ASPECIR REFORÇA A ÁREA COMERCIAL
29 mai Lucro de seguradoras registra alta de 33% no primeiro trimestre de 2015
29 mai Projeto de lei nacional torna obrigatória carteira de identificação para corretor de seguros
29 mai Quer ser multado? Atualize seus dados na Susep
25 mai Ciência Atuarial tem ganhado destaque em casos de previdência complementar
20 mai Entenda a diferença entre seguro de vida individual e coletivo
14 mai Previc: normas para investimentos em infraestrutura devem sair em agosto
12 mai NOITE DE POSSE NO CLUBE DA PEDRINHA
12 mai Setor de seguros cresce 22,4% no ano
13 abr Joaquim Levy ressalta a importância do Seguro na vida das pessoas
7 abr A Susep desafia as Seguradoras com a Circular 492
2 abr 55ª edição do Festival Hípico Noturno da Brigada Militar tem apoio do Grupo Aspecir
2 abr Diretor Comercial da União fala sobre o papel do Clube da Pedrinha no mercado de seguros
05/11/2018

Combate ao mercado marginal une entidades estaduais e federais


Conforme Guacir de Llano Bueno, empresas ludibriam o consumidor /CLAITON DORNELLES /JC.

A preocupação em combater o mercado paralelo de seguros é uma das missões das entidades de classe e das seguradoras.
O crescimento e fortalecimento de associações e cooperativas, cujas atividades incluem a comercialização de produtos que prometem se assemelhar às coberturas prometidas pelas seguradoras, porém com um preço bem abaixo do mercado, vem sendo combatido pelo Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (SindSeg-RS) juntamente com a Superintendência de Seguros Privados (Susep).
Neste mês, a Susep passou a divulgar através de seu site uma lista com as empresas, tanto nacionais quanto estrangeiras, que foram identificadas e multadas por não possuírem autorização da superintendência para atuar na venda desses produtos.

Além da proteção veicular, de maior procura pelos interessados – estima-se que dois milhões de brasileiros optem por essa modalidade – foram identificadas atividades no ramo de seguro de vida, auxílio-funeral, dentre outros.

Para o presidente do SindSeg-RS, Guacir de Llano Bueno, quem opta por sair do mercado tradicional pode ter uma dor de cabeça na hora de requerer a indenização, por conta da falta de capital dessas empresas para honrar compromissos, ou até mesmo com o sumiço dos administradores, deixando à deriva os sinistrados. “A Susep cobra das empresas reguladas uma série de exigências impostas a partir de estudos, para controle de riscos e fraudes. O que as empresas à margem fazem é algo rudimentar”, afirma Bueno.

O líder da entidade gaúcha percebe que as vendas são feitas como se seguros fossem, “a fim de ludibriar os consumidores” e, por consequência, geram prejuízo de credibilidade para as empresas autorizadas, pois, segundo o presidente, quando esses clientes sofrem com prejuízos não percebem que se tratam de empresas sem a devida autorização.

“Na hora do sinistro, esses administradores não honram com seus compromissos, ou os fazem pela metade, e a maledicência, desconfiança, recai sobre o mercado inteiro”, explica. A entrada de mais consumidores no mercado segurador regulamentado geraria alguns efeitos positivos, na visão de Bueno.

O primeiro deles é a redução dos valores, uma vez que quanto maior o número de segurados contribuintes, maior será o caixa da empresa e, por conseguinte, haverá maior condição de honrar com as indenizações. O outro ponto é garantir totalmente a seguridade do cliente e apresentar um produto no qual estará certo que, se precisar, terá a cobertura integral.

Para isso, o SindSeg-RS trabalha na divulgação das empresas não regulamentadas e as denuncia para a Susep, a fim de que ela tome medidas cabíveis junto ao Ministério Público.

Fonte: Jornal do Comércio
logotipo zepol